Fogo em Ségolène

15fev07

Hoje o blog do Luiz Felipe Alencastro relata uma impressionante ofensiva empresarial contra Ségolène Royal, que incluem rumores de fuga de capitais, aumento do “risco França” e coisas do gênero. Esse é o mecanismo de operação do Império do Hardt e Negri: ninguém precisa invadir mais a França, basta ameaçar sair. Se não me engano muito, o Vargas já antevia o princípio quando dizia que o verdadeiro imperialismo era a recusa a se investir nos países em desenvolvimento (algo assim, li no livro do Visentini, estou citando de cabeça). Naturalmente, o mecanismo só funciona porque ninguém sabe como concorrer com a máquina de produtividade que é a rede empresarial do capitalismo global.

Agora, eu tinha um colega sueco (o grande Pär) que dizia que dia sim, dia não, a Volvo ameaçava sair da Suécia, mas nunca saía.

O que é, sim, possível, é que o nível de investimento caia, ou que novas plantas sejam abertas em outros países (suspeito que já o sejam) dependendo das medidas a serem implementadas.

Anúncios


No Responses Yet to “Fogo em Ségolène”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: