Governo e Congresso

28maio07

E, a propósito, aproveitamos o boletim do CM de hoje para reclamar de uma besteira que se diz com certa frequência. Com a palavra, o progenitor do Rodriguinho:

“O Lula já declarou várias vezes que é o Congresso que não aprova as reformas, etc… Mas se 90% das leis aprovadas são da iniciativa e interesse do executivo, porque não apresenta as leis das tais reformas? .”

Se o CM tivesse feito o curso de Ciência Política I, teria lido “Power” do Steven Lukes. O raciocínio do CM se baseia na visão mais elementar do que é o poder: vendo quem ganha quando há um embate. Quando o governo apresenta projeto, ganha. Logo, o governo é mais poderoso que o Congresso.

Esse método é muito falho, porque os agentes racionais calculam antes de ir pro pau se vão ganhar ou não. Se o governo conta os votos que tem e vê que vai perder a votação, ele não manda o projeto. Se ele só manda quando vai ganhar, não impressiona que ganhe sempre que manda.

O poder não é só quem ganha o embate que efetivamente ocorre, é também quem consegue que seus adversários nem comecem a briga, e, principalmente (vide Gramsci) quem consegue definir os termos do debate.

A propósito, é impressionante o quanto o Ex-Blog caiu de qualidade depois da eleição.

Anúncios


No Responses Yet to “Governo e Congresso”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: