Marta

14jun07

E a Marta mandou o pessoal nos aeroportos relaxar e gozar. É tão absurdo que não tem nem o que dizer. Enfim. Afundou, aparentemente, sua candidatura à presidência.

Agora, o que me apavora, mesmo, é a possibilidade das pessoas seguirem o conselho. Imagine: você está sentado numa daquelas poltroninhas muquiranas de Congonhas, três horas de atraso no vôo, e do seu lado tem um gordo imenso. O gordo, que até poucos minutos atrás estava puto da vida com um atraso de quatro horas, respira fundo, fecha os olhos, e deixa a cabeça cair pra trás. De repente, você sente ele se mexendo na cadeira, e percebe que ele está com um sorrisinho safado nos lábios. Ele começa a dar uns gemidinhos, e sussurra “Oh Yeah”, “Hmm”, “Isso, Baby”, até que dá uma contraída violenta e desaba em cima de você. Pede um cigarro.

É isso que a ministra quer que nos aconteça? É um acinte!

Anúncios


No Responses Yet to “Marta”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: