David Brooks

27jul07

O David Brooks, comentarista conservador bastante inteligente do NYT, escreveu um artigo dizendo que a economia americana não vai tão mal, não. Não sou assinante do Times Select (infelizmente), por isso não tenho acesso ao artigo inteiro. Muita gente falou mal (vejam a lista no Hermenauta), e o Tyler Cowen defendeu. Vi um resumo do artigo no FYI e comentei lá, quem quiser ver dê uma passada (e aproveite para ler os outros posts do blog).

Agora, tem um argumento que eu já vi feito em outros lugares e que eu tenho que criticar na frente de todo mundo. É o seguinte: certo, a desigualdade nos EUA subiu, mas o fato é que os mais ricos estão trabalhando muito mais horas por semana, enquanto que os pobres têm mais horas de lazer. Ou seja, os ricos estão ganhando mais porque trabalham mais.

O argumento é falso, pois:

Não há Cristo que me prove que os retornos para cada hora adicional de trabalho são os mesmos para pessoas em diferentes pontos da curva de renda. Se você é pago por hora, seu rendimento vai crescer linearmente a cada hora que você trabalhar a mais: assim, se você ganha 1 dólar por hora e trabalha mais uma hora, você ganha 1 dólar a mais. Se trabalhar 8 horas a mais (por exemplo, o sábado inteiro), seu salário cresce 8 dólares (e seu fim de semana vai pro saco). Por outro lado, se você é pago por rendimento, 8 horas a mais podem ser a diferença que vai permitir a você atingir uma meta da empresa e ganhar um bônus que pode dobrar seu salário.

Ou, dito de outra forma: se o mesmo prêmio fosse oferecido aos mais pobres, eles trabalhariam tanto quanto os ricos. A menos que se refute essa afirmação, o argumento citado pelo Brooks não se sustenta.

Logo: QUANDO SE FALA DE DIFERENTES CLASSES SOCIAIS, as horas trabalhadas são CONSEQUÊNCIA de se ter empregos bons que pagam bem. Não devemos utilizá-las, portanto, para explicar o quanto se ganha. Claro, dentro de cada classe – onde a relação hora/rendimento é mais ou menos a mesma – usar a variável é perfeitamente legítimo.

PS: hoje os links para o FYI e para o Cowen devem entrar aí do lado.

Anúncios


No Responses Yet to “David Brooks”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: