Boxeadores Cubanos

06ago07

O governo brasileiro não pode deportar os boxeadores cubanos. Eles certamente sofrerão perseguição política se voltarem a Cuba, e o Brasil, onde muitas das autoridades já foram exilados, não pode compactuar com esse tipo de arbitrariedade.

A situação é difícil, entretanto, porque os boxeadores afirmam querer voltar volutariamente. Se pedissem asilo, diz Tarso Genro, conseguiriam imediatamente. Eu estou disposto a apostar que esse “voluntariamente” quer dizer “porque senão minha família em Cuba está ferrada”. Mas o fato é que, legalmente, o Brasil não pode apelar para a cláusula do preso político sem que os interessados se definam como tais.

Entretanto, o Brasil pode jogar seu peso diplomático para garantir, não só a segurança dos caras, como também a de suas famílias. Se os caras quiserem fugir para a Bolívia para voltar para Cuba, não há muito o que fazer, mas, se não o fizerem, o Brasil deve, no mínimo, dar-lhes visto de permanência, e eles que partam se o desejarem. E devemos pedir ajuda a organizações internacionais de direitos humanos para garantir que não sofram represálias em Cuba, se, por falta de alternativa, desejarem mesmo voltar.

Parabéns ao Luiz Felipe Alencastro e ao Gaspari por terem defendido os boxeadores, que não estão encontrando muita simpatia na imprensa brasileira.

Anúncios


No Responses Yet to “Boxeadores Cubanos”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: