Tropa de Elite

07out07

Ainda não vi o filme, mas o Felipe já publicou uma resenha. Se entendi bem, ele não gostou da mensagem política do filme, mas tem vários elogios à execução, atuação, etc. Quando der pra ver o filme falo mais disso.

Anúncios


5 Responses to “Tropa de Elite”

  1. 1 Rabo de Cobra

    Esse cara viu outro filme. E a mania de chamar qualquer “desvio ideológico” de fascismo, pelo visto, ressuscitou. Nelsonrodriguianamente: jovens, envelheçam. O filme faz um recorte muito bem feito de determinada realidade, o problema é que, por não ser policamente maniqueísta e dar muitas “saídas”, tem muita gente vestindo carapuças e desgostando da abertura que o filme deu. Entendo que não seja um longa confortável para os olhos de esquerdistas doutrinados, não. E quando um filme, aleluia!, dá várias possibilidades além dos cânones socialóides e tropicálios, falam que a obra faz apologia a isso ou aquilo — fazer inversão de significados continua em moda. Ele incomoda, não porque faz uma determinada apologia, não porque não faz apologia alguma, mas porque deixa todos os protagonistas fazerem as suas dentro de uma evolução muito bem contada das personagens. Quem não está acostumado com boa ficção não entendeu isso. Esse Felipe, apesar de se dizer cinéfilo, quem não é hoje em dia?, viajou na maionese.

    Coisa que poucos falaram. Finalmente, fizeram um filme com efeitos e som decentes. Pela primeira vez, saí de um cinema achando que assisti a um filme brasileiro e não a uma peça filmada. Minto, Cidade de Deus também conseguiu isso. Enfim, foi uma proeza se considerarmos o ainda fraco, mas crescente, estado da arte cinematográfica no país.

  2. 2 Fábio

    Taí Rabo. Você sabe das coisas.

  3. 3 Pera

    Pois é. Achei o filme um dos melhores que já vi na vida, por várias razões. Algumas observações que farei e que provavelmente não terão nenhuma relação entre si, muito menos farão parte de um raciocínio mais elaborado:

    1. Todo filme escolhe um lado, por mais que tente não fazê-lo: Carandiru mostrou o dos presos, Cidade de Deus o do pessoal da favela que não está no tráfico (o Buscapé não está lá de graça) e Tropa de Elite mostra o lado do BOPE. Não vejo necessidade nenhuma de um filme mostrar todos os lados. Na boa, nem acho que alguém seja capaz de fazer isso decentemente.

    2. A moçada torcer para o BOPE, gritar caveira e aplaudir as cenas de tortura mostram o sentimento da classe média hoje. Não acho bom, ruim, feio, bonito, simplesmente é isso que tá rolando.

    3. A mensagem que o filme passou para mim foi a seguinte: pelo menos um pedaço do país está em guerra. E guerra é isso aí: gritar “teje preso, é a puliça” e levar o cara algemado não é bem o que ocorre nessa situação. Talvez admitir que a guerra está rolando seja um bom primeiro passo para lidarmos com o problema.

    4. Tem o efeito Wagner Moura. O cara é muito bom e consegue fazer todo mundo ficar do lado dele, seja fazendo o JK, o Olavo ou capitão Nascimento. se ele fosse o Baiano no filme, talvez a história seria meio diferente.

  4. 4 Caetano Leproso

    E outra coisa, porque é que tem gente que acha que todo filme tem que ter moral que nem fábula de Esopo? Coisa chata! Outro dia mesmo vi um filme em que o Joaquim Fenix faz um vilão que mata e vende heroína e se dá bem no final. E não vi a imprensa acusar ninguém de facista por isso. Será que americano é livre pra fazer o filme que quer e o latino americano deve vestir a camisa (de força) dos cânones doutrinários de trinta anos atrás? Que gente careta, deixa eu dar uma notícia: vocês perderam, ok? Os militares trucidaram seus modelos. A URSS acabou, a China é capitalista. Vão fazer alguma coisa de útil visitem as vaquinhas da Cow Parade vão beber do leite mal que as esculturas de fibra de vidro tem para jogar nas suas caras de caretas!!

  5. 5 Felipe Basto

    Finalmente, consigo responder.
    A crítica que eu faço é em relação aos métodos do BOPE, alguém acha que o Caveirão tá resolvendo alguma coisa? a operação mostrada no filme já tem dez anos e ainda não mudou nada, ou seja tudo aquilo foi inócuo. O papa veio, foi e tudo ficou como antes.Como disse o ex-capitão do BOPE Pimentel,co-autor do livro e inspirador do Cap. Nascimento:”A polícia esqueceu sua missão principal. Nós não estávamos lá para servir e proteger. Nós estávamos lá travando uma guerra privada contra os traficantes de drogas.”

    Não tem nada de ideológico nisso, muito pelo contrário, quem gosta de tortura e assasinato são os autoritários tanto de esquerda e de direita, achar que a polícia existe para servir e proteger TODOS OS CIDADÃOS, me parece bem democrático e liberal.

    O Wagner Moura lembrou uma coisa interessante, disse achar “impossível que pessoas na Finlândia ou na Suécia vejam estes policiais como heróis, policiais que torturam e matam.” O Nascimento era para ser uma denúncia, o livro mostra o que a polícia não deve se tornar, a intenção do Padilha parecia ser essa também. Mas não rolou, o filme virou uma glorificação do BOPE. Por diversos fatores, o principal é o “efeito Wagner”, tipo de ator que defende seu personagem como poucos, Ele se acha um herói necessário e essa visão passa pro expectador. Se ele fosse simplesmente mal,como Sérgi Lopez, o capitão Vidal franquista de “O Labirinto do Fauno”, seria diferente embora maniqueista.

    O cinema brasileiro sempre teve ótimos técnicos, mas trabalhando na TV e se virando no teatro.O q faltava era dinheiro, isso surgiu com a BR,depois a entrada na Globo no mercado consolidou o apuro e a qualidade técnica. Mesmo assim o cinema nacional sempre produziu grandes filmes, que talvez o Rabo não tenha visto.
    P.S. Eu adoro as vaquinhas da Cow Parade.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: