San Andrés, Providencia, Santa Catalina

14jan08

A notícia ficou meio escondida em meio à libertação dos reféns das FARC, mas pode ser que seja importante: a Corte Internacional de Justiça deu razão à Colômbia contra a Nicarágua no caso da posse das ilhas de San Andrés, Providencia e Santa Catalina.

Normalmente, isso não teria a menor importância para a gente, mas, vejam só: a Nicarágua tem um governo ligado ao Chávez. Como vocês podem imaginar, a Nicarágua não tem muita chance de ganhar uma guerra da Colômbia. Entretanto, no final do ano passado Ortega disse que o exército deveria se preparar para a eventualidade de ter que ir para a guerra.

 A situação estratégica da Colômbia, em caso de conflito, é horrorosa: tem uma quinta coluna forte (as FARCs), que acaba de ganhar uma publicidadezinha, e seria candidata perfeita a governo-fantoche chavista em caso de ocupação. Chávez está armadíssimo, e tem um aliado próximo no governo do Equador (além do Ortega). A Colômbia poderia contar com a aliança com os EUA, mas o Bush resolveu invadir o Iraque e não dá pra tirar o exército de lá. Brasil e Argentina provavelmente optariam pela neutralidade.

Não quer dizer que o Chávez vai fazer, mas, se quiser fazer, faz.

Anúncios


3 Responses to “San Andrés, Providencia, Santa Catalina”

  1. 1 Décio Malho

    O país que poderia desestabilizar militarmente a América do Sul é a Colômbia uma vez que o governo colombiano possue acordos com o governo americano para o combate ao terrorismo e o tráfico. Esses acordos implicam em armamento sofisticado, treinamento militar e planejamento comum(ou contra-partidas). Mas, ah!, o perigo é sempre vermelho, não é mesmo?

  2. 2 Goes

    O pior vai ser ver os quinta-colunistas brazucas justificando uma guerra de agressão por petróleo. Você vai ver as barbaridades que vão dizer pra dar razão ao Chapolin Colorado…

  3. 3 napraticaateoriaeoutra

    Décio, o Plano Colômbia é ruim para o continente, mesmo, mas, no momento, quem anda apontando arma para fora da fronteira é o Chávez. A Colômbia precisaria ser insanamente incompetente estrategicamente para achar que poderia contar com apoio pesado (isto é, não apenas logístico, treinamento, etc.)norte-americano para uma agressão, pelo menos no médio prazo.

    Goes, seria feio, mesmo, embora talvez alguns caras simpatizantes do Chávez começassem a ter dúvidas. Isso já começou a acontencer na época do referendo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: