Pai de Obama era meio comuna

09abr08

Eu já calculava isso fazia tempo, e acho que, cedo ou tarde, vão descobrir a mesma coisa sobre a mãe dele: o pai do Obama era socialista ortodoxo, e, nos debates que marcaram o Quênia pós-independência, criticou os socialistas moderados africanos pela esquerda.

O motivo pelo qual eu calculava isso era meio chato, mas, enfim. Achei que o único contexto em que uma menina branca e um cara preto, nos EUA do meio do século XX, se encontrariam em uma aula de russo e se casariam, era se os dois tivessem simpatias socialistas. Minha impressão foi reforçada pelo fato de que a mãe do Obama depois foi morar na Indonésia, outro baluarte do terceiro-mundismo não-alinhado.

Quem quiser pode ir ver meus comentários no Marginal Revolution, que fica aqui devidamente hattipado.

É possível que isso diminua as chances do Obama ganhar, mas seria uma pena. Primeiro, porque o filho não pode ser criticado pelas idéias do pai, caso ele defenda outra coisa completamente diferente, o que é o caso. Em segundo lugar, porque o socialismo africano existia em um contexto completamente singular, e ninguém acha que o Obama vai querer fazer isso nos EUA. Em terceiro, porque seria um tremendo elogio à esquerda linha-dura americana, pois com isso se reconheceria que só esquerdista linha-dura mesmo para achar que preto pode casar com branca, e gerar um pirralho que quer ser presidente. O elogio seria, aliás, ao menos no contexto do século XX, merecido.



4 Responses to “Pai de Obama era meio comuna”

  1. 1 Igor

    Falando agora, é meio esquisita a omissão desses fatos na biografia dele. Barry, Barry.

  2. Bom, ele sabia que ia perder votos. Pode ser meio imoral, embora eu ache que o máximo que o cara é obrigado a fazer no que se refere à posições políticas do pai seja a mesma coisa que se deve fazer com relação às posições políticas de todo mundo: diz se você é contra e mostre isso na prática. O Obama até agora não deu sinais de ser remotamente comunista, e já disse que é contra isso. Pra mim tá bom.

  3. 3 Igor

    É verdade, mas quando alguém resolve escrever uma autobiografia, política de certo modo, algumas coisas como “meu pai foi um socialista ortodoxo atuante nos debates do Quênia” não são como “meu pai gostava de nozes”. Que foi esquisita a omissão, foi. Ou então não escreva um livro com essa proposta. Ficou uma impressão ruim, não no que o Obama já declarou, mas nas coisas ele esconde. Barry, barry.

  4. 4 Felipe Basto

    Há uma grande diferença entre o OBama e o Max Mosley. Não há chance de alguém pegar o negão escondendo uma foice e um martelo embaixo da biblia da sala. Afinal a biografia é dele ou do pai? O lance do Obama é atrair gente nova para as urnas. E essa garotada MTV não liga para o que os pais fazem. De resto os americanos continuam os mesmos alienados de sempre.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: