Meme Mutante: 5 Gibis

15abr08

        

                  

O sempre alerta Felipe propôs uma mutação do meme literário (enviado pelo célebre Hermenauta): cada um faz uma lista dos cinco melhores gibis de todos os tempos. A do Felipe é:

Estação das Brumas – Neil Gaiman

Watchmen – Alan Moore

A Piada Mortal – Alan Moore

Camelot 3000 – Mike Barr com arte de Brian Bolland

O Incal – Moebius & Jodorowsky

E a minha é:

Estação das Brumas – Neil Gaiman

Cavaleiro das Trevas – Frank Miller 

Watchmen – Alan Moore

A Queda de Matt Murdock – Frank Miller

A Piada Mortal – Alan Moore

Fica portanto o meme mutante transmitido para quem quiser comentar em seu blog (que serão listados conforme me avisarem, como fez o Hermenauta) ou aqui na caixa de comentários.

PS: muito legal esse cartaz do filme, não?

PSTU: para os Sandmaníacos: quando vocês acham que os demônios que o cara botou dentro do manto vão sair arrepiando? Lembrem-se do biscoito da sorte das velhinhas.

PSTUdoB: o André, d’A Volta, respondeu ao meme, colocou foto das capinhas, só pra ficar mais bonitinho que o meu. Nhénhénhénhé.



16 Responses to “Meme Mutante: 5 Gibis”

  1. 1 Felipe Basto

    ERRO! Camelot 3000 é do Mike Barr com arte de Brian Bolland!
    Grande lista NPTO.

  2. A Piada Mortal – Alan Moore
    A Hope in Hell (não lembro o título em português) – Sandman #4 – Neil Gaiman
    Cavaleiro das trevas – Frank Miller
    Elektra Assassina – Frank Miller
    Watchmen – Alan Moore

  3. 4 André

    Meus 5 melhores estão neste post: http://avoltadosquenaoforam.wordpress.com/2008/04/15/meme-mutante-5-gibis/

    Tenho que fazer uma propagadanzinha por aqui senão o blog lá mingua por falta de acessos hehehe

    Abraços,

  4. vtYorj, excelente lista, também fiquei na dúvida com a Elektra, mas não saberia quem tirar dos cinco que eu falei. Aliás, André, esse é o caso do V de Vingança, também.

  5. 6 André

    Cara, não tinha a mínima idéia que uma história do Demolidor poderia ser boa… Essa “A Queda de Matt Murdock” que você mencionou deve ser ponto fora da curva, não?

    Abraços,

  6. 7 Goes

    nada irá jamais superar o glorioso ASTERIX.

  7. Goes, bem lembrado! O problema com esses de série é isolar uma história. Eu queria ter colocado o Lobo Solitário, também, mas teve esse problema.

  8. 9 Felipe Basto

    Eu pensei no Calvin, no Zero, na Mafalda e no Snoopy, mas como?

  9. 10 Japajato

    O problema com personagens como Asterix, Calvin, Lucky Luke e semelhantes é que existe consistência na qualidade das histórias, não há uma obra que se destaque no conjunto.

    “Asterix e os Bretões” é tão bom quanto “Asterix e a Cizânia”, você não fala “Caraca, que puta história!” apesar de gostar muito de ter lido. Não é como comparar o impacto de Elektra Assassina com o da Saga do Clone do Homem Aranha, ou dizer que a Liga Extraordinária é porrilhões de vezes melhor do que a fase “Anjo” do Justiceiro (bleargh).

    E ninguém chegou a citar Asilo Arkham?

  10. 11 Japajato

    E obviamente escrevi isso e só depois eu vi que o Na Prática já tinha escrito de forma maism elegante. Agora é tarde demais, a Ameba Japa está sobre miiiiiiiiim….

  11. Pô, japajato, estava demorando pra você comentar esse post. Agora, põe sua lista, porra!

    É bom saber que alguém ainda se lembra da imortal Ameba-Aranha, esse patrimônio cultural tem que ser passado adiante.

  12. 13 Japajato

    Ok então🙂

    5 ) Astro City: Tarnished Angel. Dentre os vários títulos da série esse me impressionou muuuito mais, porém ainda não li Astro City: Dark Ages. Colocar como protagonista um ex-vilão semi-regenerado de meia idade foi quase tão legal quanto

    4 ) Marvels: O casamento perfeito entre desenho e roteiro. Mas essa série só seria possível se alguma shock troop abrisse caminho no mercado editorial. E isso aconteceu em 80 com

    2 ) Watchmen/Dark Knight: o marco zero das HQs contemporâneas ocidentais. Ainda lembro quando comprei o primeiro exemplar de Dark Knight. Andei 2 quilômetros até a única banca que tinha para vender. Mas valeu a pena…até sair

    1 ) Sérgio Aragonés destrói a DC/massacra a Marvel apareceu. O cara detonou clichês e ridicularizou os maiores heróis das principais editoras nos anos 90. Buáááááááá

  13. Minha contribuição para este debate:
    1. O Cavaleiro das Trevas, do Frank Miller (por tudo o que já disseram);
    2. A saga de Elektra, Frank Miller (porque está tudo ali sem a pretensão das Graphic Novels+Will Eisner encontra Hitchcock que encontra Tarantino);
    3. As três história de quando Peter Parker entrou na Universidade, Lee e Ditko (não lembro o título, mas foi publicada como um dos Grandes Momentos Marvel, acho no Homem Aranha 17 a 19, da Abril) (porque o Aranha é o que há, Ditko foi seu melhor desenhista e Tia May quase morreu);
    4. X-Men, Dias de um Futuro Passado, Claremont e Byrne (SAM 45. A continuação em SAM 46 foi muito mais fraca, mas nessa estória Wolverine é vaporizado e John Byrne se despede dos X-Men);
    5. Tá foda escolher, vou colocar Watchmen de Moore e Gibbons porque é uma estória que permite tantos níveis de leitura que de certa forma resume tudo o que os quadrinhos podem fazer como forma de narrativa.

  14. Graaaaande Majestade, muito bem escolhidos. Dias de um Futuro Passado, muitíssimo bem lembrado. Para a galera mais nova, SAM era a falecida revista Super Aventuras Marvel (those were the days).


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: