Imperialismo e State-Capture

19jun08

Post no Andrew Sullivan discute um artigo mostrando que as companhias de petróleo realmente passaram a mão no óleo dos iraquianos. Isso, exatamente do jeito que o PSTU diz. Imperialismo das antigas. Nada de sofisticadas formas foucaltianas de poder insidiosamente infiltradas na ordem política mundial, nada disso. Bando armado entra em país pobre e leva o que tem pra casa. Simples assim.

Agora, pensem no seguinte: do ponto de vista dos americanos como um todo, a guerra do Iraque foi um negócio horrendo: eles gastaram, em uma estimativa conservadora, 1 trilhão de dólares nesse troço, perderam toda a simpatia internacional com que contavam depois do 11 de Setembro, perderam milhares de jovens, e o preço do petróleo está mais caro do que nunca.

O fenômeno a ser explicado, portanto, é por que disfunção do sistema político americano um negócio tão obviamente vulgar – a captura do governo pelos interesses petrolíferos –  conseguiu aprovação eleitoral.



3 Responses to “Imperialismo e State-Capture”

  1. Salve, Na Prática.

    Cheguei aqui pelo link no Hermenauta e gostei. Vou aparecer mais vezes.🙂

    A resposta para sua pergunta está em Mancur Olson: lógica da ação coletiva. Um grupo de interesse pequeno, mas coeso e bem-organizado, pode impor suas decisões sobre uma maioria dispersa e fragmentada. Se o pequeno grupo dispõe de alguns bilhões para gastar em lobby, propaganda e influência, tanto melhor.

    Naturalmente, não se deve subestimar o favor que Bin Laden concedeu à extrema-direita americana com os atentados de 11 de setembro. O medo generalizado que se seguiu aos ataques criou um sentimento de vale tudo em nome da segurança (inter)nacional que muito beneficiou os neocons que cercam Bush. Eles vinham defendendo a ocupação do Iraque desde 1991, mas só o pânico da “guerra contra o terror” lhes deu a oportunidade de colocar sua agenda política no mainstream da opinião pública americana.

    Bem, ou pelo menos foi isso que escrevi na minha dissertação de mestrado sobre o tema…🙂

    Abraços

  2. Maurício, seja bem-vindo. É isso mesmo, quando publicar sua dissertação avise, que a gente quer ler. A propósito, vou subir seu comentário.


  1. 1 Imperialismo e State-Capture (2) « Na Prática a Teoria é Outra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: