Sabatina do Gabeira no Estadão

31ago08

                         

Há uma versão resumida no site da campanha, mas aconselho quem tiver tempo a checar a coisa toda no site do Estadão. Para falar a verdade, se você não quiser ver tudo, é melhor ver qualquer das oito partes sem edição do que a versão resumida, que ficou muito sem conteúdo detalhado.

Resumo e comentários:

1) Saúde: aumentar o número de médicos da família até o patamar alcançado por outras grandes cidades brasileiras, introduzir gestores profissionais (não necessariamente médicos) nos hospitais, investir nos equipamentos públicos de saúde na Zona Oeste para desafogar os do centro, iniciar já a prevenção contra futuras epidemias de dengue. Algo não muito bem explicado sobre aumentar a remuneração condicioado a aumento do trabalho (administração por metas? Pode ser bom, mas a área de saúde é a mais difícil de se fazer isso).

2) Educação (assunto que, inacreditavel e sintomaticamente, não suscitou nenhuma pegunta, mas que foi abordado nos comentários finais): FIM DA APROVAÇÃO AUTOMÁTICA, PUTAQUEOPARIU ATÉ QUE ENFIM!, depois dos dois primeiros anos a idéia depende de infra-estrutura muito maior do que a disponível no quadro brasileiro; reformulação do currículo (não se discutiu como); equiparação do tempo passado na escola entre as públicas e as privadas; alguma insinuação de remuneração para os melhores professores, o que sugere remuneração por desempenho (o que eu acho bom). FALTOU FALAR: ensino técnico (tão negligenciado pelos políticos brasileiros que você só por isso já vê que deve ser importante), pré-escola (aguardem post sobre isso).

3) Recuperação do Centro: reconstrução do porto, ligação do bonde de Santa Tereza a novas linhas correndo pela atual zona portuária, utilização do pier para uma espécie de museu não muito bem explicado; engajar a construção civil na revitalização de Saúde (o bairro, não a secretaria), Santo Cristo, Gamboa, Morro da Conceição, com base no perdão dos IPTUs milenarmente devidos e que jamais serão pagos dos grandes imóveis abandonados, que assim poderão ser comprados por quem queira revitalizá-los. Vale dizer: todas essas coisas já foram mais ou menos propostas pelo César Maia, que não levou adianta por motivos obscuros para mim. FALTOU FALAR: um ponto crucial é levar residências para perto do Centro (lembrem do sucesso do Cores da Lapa), para que à noite e nos fins de semana a região não seja a terra de ninguém que é hoje.

4) Segurança: fornecimento de inteligência recolhida pela guarda municipal, câmeras da prefeitura, etc. às autoridades estaduais engajadas na repressão (isso não é feito hoje em dia? Meu Deus!), iluminação das áreas mais violentas, e estabelecimento de metas de liberação conjuntas com o Estado e a União: todo ano um certo número de favelas deve ser liberto da ocupação criminosa (pelas forças repressivas) e ocupado com programas de urbanização, etc. (me lembrou a “ocupação social” da Benedita). Treinamento da Guarda Municipal e integração das suas atividades em rede (isso não é feito hoje em dia? Meu Deus!).

5) Meio-Ambiente: despoluição da Guanabara, da Sepetiba e das Lagoas de Jacarepaguá, com a utilização das últimas para transporte urbano. Programa de utilização do lixo na geração de energia, como feito na Alemanha. Incentivo via IPTU para quem reutilizar água de chuva (programa implementado pela Marta em SP) ou instalar painéis solares. Recuperação dos Rios, em especial na Zona Oeste, com a criação de corpo de fiscais especialmente pra isso. Criação de um programa contra o aumento do nível do mar, em parceria com um centro holandês. Como era de se esperar em um candidato do PV, há muitas propostas sobre isso, quem quiser um quadro mais detalhado, cheque os vídeos.

6) Transporte: vejam que beleza: a grana que o CM gastou na cidade da música equivale ao que seria a parte correspondente ao município na construção do metrô da Barra. Várias propostas de integração da Zona Oeste/Norte com a Barra (tecnicamente a Barra é Zona Oeste, mas é muito longe e muito diferente, por exemplo, de Bangu) e mesmo com outros municípios (expansão da Via Light). Atenção especial a áreas de estrangulamento, como Madureira. Transformação e integração do trem em Santa Cruz em Metrô de Superfície. Bilhete Único, inclusive para vans. E, finalmente: REVISÃO DOS CONTRATOS DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS, QUE ESTÃO VENCENDO, PUTAQUEOPARIU, ATÉ QUE ENFIM!!!, para acabar com essa sacanagem de ônibus vazio congestionando a Zona Sul e a Zona Oeste sem ônibus.

7) Cultura: encarar a questão do funk (na opinião do vosso NPTO, a principal questão cultural no Rio atualmente): tentar legalizar os bailes, resolver o problema do barulho, incentivar a produção dos artistas na periferia, etc. [daqui em diante, é tudo comentário meu] Tem uns negócios no funk que são muito ruins, mas você tem que reconhecer a emergência de uma potência cultural quando vê uma: deveria haver estúdios de gravação para essa turma, treinamento com computação e instrumentos musicais, diálogos com a produção mainstream (o diálogo entre as coreografias funk e o balé, por exemplo, para mim é só uma questão de tempo). Condicionem isso tudo ao moleque ter notas razoáveis em testes escolares padronizados para a cidade toda, digo eu.

8 ) Política Nacional: Governo Lula bom na economia, bom na área social, ruim na articulação política. PSDB ruim na oposição, que acaba sendo feita por ex-petistas, como ele ou o PSOL, que é quem sabe fazer oposição. FALTOU FALAR: a oposição (a) não é fraca por temperamento, mas pelo telhado de vidro, e (b) há uma oposição desleal sim, feita principalmente pelo PFL, mas também pelo PFL, que barra propostas de reforma que o PFL defendia quando era governo.

9) Política Estadual: governo Sérgio Cabral bom, política de segurança ruim, confrontacional demais.

10) Política Municipal: César Maia fez uma boa prefeitura na primeira vez, na última reeleição se perdeu: deixou de investir em linhas promissoras da administração anterior, perdeu tempo demais com o Guggenheim, depois com a Cidade da Música, se alienou completamente durante a crise da dengue (também conhecida, dizemos nós aqui, como DEMgue), e na saúde, todos sabemos o que foi. Recentemente, aceitou mais francamente a ocupação política de postos importantes da administração municipal.

Tem mais coisa, quem quiser ver, vê lá. Nota NPTO: 8 (pontos perdidos por não puxar o assunto educação antes, e pela relutância em elogiar políticas específicas do PT; parece haver uma questão de ego aqui. Pontos extras por querer brigar com a máfia do ônibus e pelo programa ambiental).



3 Responses to “Sabatina do Gabeira no Estadão”

  1. 1 Felipe Basto

    Ensino técnico é atribuição dos estados e da união, não dos municipios. O máximo que ele pode dizer é que ele vai lutar pela implantação de MAIS escolas técnicas. Só que iso ia ser sacanagem com os tantos municipios do estado que não tem nenhuma e querem ter. Nova Iguaçu, por exemplo.
    O CM deixou a ocupação imobiliaria oio Centro de lado devido a falta de interesse da especulação imobiliaria, O PT também sempre tocou nesse ponto.
    Máfia de transportes é sinistro. O Lindberg teve um secretáriode transportes ameaçado de morte. o cara spofreu um atentado e largou o cargo.

  2. Fala, Felipe! Eu posso estar errado, mas tenho quase certeza de que existe ensino técnico em nível secundário (não no nível pós-secundário) municipal. Sei lá. Quanto à Máfia do Transporte, lembrem do boicote à Marta que aconteceu em SP.

  3. Ó, se eu entendi bem esse artigo, há espaço para a ação municipal no ensino técnico de nível secundário (que o FHC havia separado do ensino médio, em um decreto que o Lula revogou): http://www.pt.org.br/portalpt/index.php?option=com_content&task=view&id=8719&Itemid=201


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: