Krugman é Nobel

14out08


Paul Krugman, um dos nossos economistas favoritos, ganhou o Nobel! Merecidíssimo, diz a turma que entende desse troço, pelas contribuições dele à economia internacional, geografia econômica, etc. Claro, o significado político é evidente, mas também é justíssimo. Afinal, o cara aguentou um monte de gente dizendo que ele era um babaca porque ele sugeriu que talvez, sei lá, numa dessas, os EUA poderiam ter uma crise econômica por causa desse negócio de hipotecas. Rê.

Isso me lembrou a seguinte história: uma vez a The Economist fez uma reportagem sobre o Krugman, em que dizia que não se via um cara que ao mesmo tempo entendesse tanto de economia e escrevesse tão bem desde o Keynes. Lá pelas tantas o autor da reportagem dizia, se não me falha a memória, que as chances de Nobel do Krugman, que antes eram bem boas, agora eram pequenas porque ele havia entrado de cabeça na briga contra os republicanos.

Na edição seguinte, na seção de cartas, os outros grandes especialistas da área dele diziam, em comunicado conjunto, o seguinte: só aceitariam o Nobel um dia se o Krugman ganhasse também. Como diriam meus colegas de turma na hora do recreio, “moraaaaaaaaaaal!!!!!!!”

E o cara escreve muito, muito bem. Eu li “The Great Unravelling” como se fosse romance. E ele é o autor da famosa frase, “In the long run, we are all the Grateful Dead”.

Para uma apresentação bacana do pensamento do Krugman, adivinhem? É claro que é o Marginal Revolution.



No Responses Yet to “Krugman é Nobel”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: