Boa Notícia

17out08

E há cientistas políticos sinceramente intrigados com os 80% de aprovação do Lula:

“Relatório divulgado esta semana sobre o ranking dos países com graves problemas alimentares trouxe uma boa notícia para o Brasil. De acordo com o relatório, o País foi um dos dez do mundo que tiveram maior crescimento no indicador de políticas de combate à fome.

De acordo com o chamado Índice Global da Fome (ou GHI, na sigla em inglês) brasileiro reduziu quase à metade – 45,6% exatamente -, fazendo o País deixar o grupo de nações com problemas alimentares “graves” para figurar entre aquelas onde esse problema é considerado “baixo”.”

(fonte: site do PT)



2 Responses to “Boa Notícia”

  1. Já que a corrida presidencial começou oficiosamente – mas já começou!, algumas questões:

    1) Qualquer governante futuro poderá governar sem dar continuidade aos programas criados / modificados pelo governo Lula? (Serra seria suficientemente louco de encerrá-los?)

    2) Lula, apesar da aprovação, não transferiu maciçamente votos por que? O eleitor não conecta as eleições municipais com a corrida presidencial?

    3) Ou pior: o apoio de Lula, não indo para o PT somente, mas para toda a base governista (Priante, novo avatar de Jáder Barbalho, aparece em cartazes de campanha com Lula…) potencializou candidaturas com forte apelo regional, fazendo com que, como foi dito aqui no NPTO, o governo vencesse, mas não a esquerda?

    Pedindo desconto por quaisquer besteiras ditas involuntariamente acima,

    Visto que não sou cientista político,um abraço

    Renato

  2. Fala, Renato! Vamos lá:

    1) Eu acho que não. O cara teria que ser muito doidão. A única situação em que eu vislumbraria isso seria no caso do Brasil cruzar uma fronteira de riqueza após a qual algo como o Bolsa-Família se tornaria relativamente desnecessário.

    2) Ninguém transfere tanto assim, a não ser através do partido, e o PT teve uma atuação partidária meio esquisita dessa vez. Em São Paulo, para reverter o quadro, ele teria que adicionar 20 pontos ao eleitorado usual do PT, e isso não existe. Em BH, pesquisas mostram que muita gente não sabe que Lacerda é o candidato do PT, e no Rio o PT fez oposição a seu próprio candidato. No resto do país, o PT até que cresceu bastante.

    3) No final foi tudo regional. Os paulistanos estão relativamente satisfeitos com Kassab, os cariocas não estão mais satisfeitos com César Maia, e por aí vai.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: