Paulo Henrique Amorim

19mar08

Paulo Henrique Amorim foi mandado embora do IG, e Mino Carta fechou seu blog (igualmente hospedado pelo IG) em protesto. Acho uma pena. Eu não lia com muita frequência, não, mas achava bom que alguém puxasse o viés para o lado oposto da maior parte da blogosfera. Eu gostava muito do PHA quando ele tinha aquele programa da TV Cultura (que eu acho que também se chamava “Conversa Afiada”).

Muita discussão sobre as razões da demissão. É provável que o salário dele fosse alto demais para o IG (aliás, faz tempo que não vejo ninguém me dizendo que viu uma notícia no IG, citando o IG, essas coisas, não sei se o portal vai muito bem). Também é possível que tenha havido pressões políticas por sua saída, porque pressões políticas desse tipo são a regra do jogo.

(hat tip: A volta dos que não foram)

UPDATE: o Alencastro chama atenção para um aspecto importante desse negócio dos sites fecharem: os arquivos se perdem. O PHA, por exemplo, não pode deixar o site velho no ar por um tempo redirecionando para o novo, e perdeu muitos dos textos e entrevistas que tinha feito no IG. Aliás, é interessante que o Alencastro, que é historiador, tenha sido o cara a sublinhar esse aspecto, porque perder documento, para historiador, é uma desgraça sem igual.



14 Responses to “Paulo Henrique Amorim”

  1. 1 Pera

    Lembrei-me daquele rolo dele com o Diogo Mainardi. O Mainardi acusava o IG de servir aos interesses do governo, acusando nominalmene o PHA. Não sei se tem algo a ver.

  2. 2 André

    Tem também o fato de que há um tempo bom o PHA vem batendo no que ele chama de PIG (acho que Poderosa Imprensa Golpista ou coisa que o valha). Nisso, o cara vinha dando atenção para qualquer um que descesse a lenha nos grandes veículos de comunicação – o Nassif começou a ter visibilidade por lá. Bem, isso também atraía a atenção da “PIG” pra cima do iG, e nesse negócio como todo mundo é sujo que nem pau em galinheiro, já viu né…

    Mas que o iG anda meio estranho, ah, isso anda. Os caras hospedam – e, com isso, dão todo o suporte institucional – os blogs do Zé Dirceu e do Luís Favre, por exemplo.

    Abraços,

  3. Fábio, André, deve ser algo por aí, mesmo. Taí, essa é uma história de bastidores que eu queria ter como saber como é que foi.

    Agora, o blog do Favre deve ser uma coisa realmente maravilhosa.

  4. Olha, eu sempre gostei do PHA, quando na Globo, Band, ou Cultura. E do Mino sempre fui fã, a história do cara é incrível. Mas os blogs deles eram muito ruins, jornalisticamente falando. Eu não espero nada do Reinaldo qualquer-coisa, da Veja, mas espero bom jornalismo do PHA e excelente jornalismo do MC. Não tinha nada disso lá. Repito, isso para mim era uma decepção, porque são dois excelentes profissionais. O Josias de Souza não é de direita, o Nassif não é de direita, e fazem excelentes reportagens. São críticos do governo e ao mesmo tempo da oposição. É importante que alguém denuncie o favorecimento da FSP ao Serra, por exemplo, mas tratar TODA notícia como jogo político é prostituir o jornalismo. Sinto, mas não tenho paciência para isso. Todo mundo pode ter um blog, é de grátis. Mas ter um site bem produzido, recebendo um salário, para repetir o que o meu barbeiro anarco-comunista falava, bom, você tem que achar um patrão beeeeemmmmm generoso…

  5. Para deixar claro: o que o IG fez com o PHA foi censura, sim. Dei uma elaborada no meu argumento: http://www.amianomarcelino.blogger.com.br/2008_03_01_archive.html#40184988

  6. Grande Majestade, quanto tempo! Pois é, o blog do Mino realmente era muito inferior ao jornalismo dele. Não me lembro de nada importante que eu tenha lido lá. O do PHA eu quase não lia, não sei se era bom, não.

    Agora, além da censura, desconfio que o salário dele fosse alto demais, mesmo, para o IG, que suspeito estar mal das pernas.

  7. Pra falar a verdade eu nunca lia nenhum dos dois.

    Mas não entendi uma coisa: porque você diz que PHA perdeu os posts? O IG não tem algum mecanismo que permita exportá-los? Por outro lado, será que o PHA foi bobo a ponto de não fazer back-up? Eu não faço, tudo bem, mas eu não sou um profissional do blog. Ele tinha que fazer.

    Por outro lado…tudo também depende do contrato dele com o IG, né? Nunca pensei nisso, mas de quem seriam os direitos autorais dos posts? No tempo em que eu estudava essas coisas, existiam duas classes de direitos, os morais e os patrimoniais. Os morais circunstanciam um pouco o tipo de uso que pode ser feito de uma obra sem anuência do seu autor. Os patrimoniais dizem respeito à bufunfa. É perfeitamente possível que o PHA de qualquer forma não pudesse mais utilizar seus posts antigos para efeitos comerciais. Ou isso, ou estou delirando, o que não seria incomum na véspera de um feriado. 🙂

    ps: anyway, os posts do Conversa Afiada estão lá guardadinhos no Archive.org ou, pelo menos, alguns instantâneos da página. Meninos, eu vi: http://web.archive.org/web/*/http://conversa-afiada.ig.com.br/

    Be aware. Na internets, sua bobagem é para sempre. 🙂

  8. Grande Hermenauta! Pois é, pelo que entendi do Alencastro, ele perdeu muita coisa, mas conseguiu salvar algo. Agora, realmente não sei se os direitos eram dele, mesmo. Afinal, volta e meia você vê livro em que o autor agradece revistas por terem liberado artigos dele mesmo. Pois é, não sei, não.

  9. Eu acho que o Hermenauta tem razão, não acho que o PHA tenha perdido tanta coisa assim não. Primeiro porque, sendo profissional, fez BackUp. Segundo, porque como milhares de maridos já descobriram, essa maldita internet guarda tudo!

  10. 10 André

    O iG se pronunciou sobre a saída do PHA. Veja no link http://image.ig.com.br/editorial/210308.html

    Segundo os caras, foi tudo uma questão de custos… Bem, fica a informação dada!

    Abraços,

  11. Eu sempre achei o blog do MC um blog de humor. Não lia PHA, mas gostava dele na TV, vamos ver o que é que ele vai fazer agora, “independente” em seu domínio próprio.

  12. Bom, o manifesto do IG é aquilo que se podia esperar, um negócio meio vago. Luis Henrique, também estou curioso para ver o que o cara vai fazer agora.

  13. 13 Luciferado

    É… Vamos ver como fica. Como fica?

    Fica. Fica como querem… Como sempre.

    A gente só faz comentar sobre o “nada a fazer”. Êta povinho!

    Fica o PHA famoso na Net; Fica PHA esquecido; Fica PHA num outro canal… Sabe lá! Aliás, a gente vai esperar (sempre) pra saber. “Bater panela” pra fazer vencer uma alternativa seria muuuuuito, né? Melhor postar por aqui… Coloquiozinho bão.

    “O que está feito está feito”. Outra frase boa pra eu “inguli” com meus pesadelos!

    Inda bem que proclamaram a independência, se não a gente tava escrevendo “ora pois” por aqui!

    Inté!


  1. 1 Ainda sobre Paulo Henrique Amorim « A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: